quarta-feira, 6 de julho de 2016

quarta-feira, 6 de julho de 2016
3750734409474499860
Truques para aprender a usar a crase
http://www.ulige.com.br/2016/07/truques-para-aprender-usar-crase.html

Fica a dica!
A crase está entre as principais dificuldades dos estudantes. Porém, há um truque simples que irá facilitar – e muito – saber se determinada sentença há crase ou não.  

A crase nada mais é do que a junção da preposição A com o artigo A, que precede substantivos femininos – e seu uso é exclusivo diante de palavras femininas*:

A + A = À
Vou a algum lugar = Vou a + a feira = Vou à feira

Um simples truque para verificar se determinada frase leva crase ou não é trocar a palavra que segue a crase por um substantivo masculino. Caso após a substituição o “A” for substituído por “AO”, haverá crase:

Vou ao supermercado
Vou à feira

Outro simples macete é em relação à crase diante de nomes de cidades, estados e países – mas que também serve como recurso para a questão acima. Observe:

Se vou a e volto da, crase há!
Mas se vou a e volto de, crase pra quê?

=

Vou à Itália. Volto da Itália.
Vou a São Paulo. Volto de São Paulo.

Cabe ressaltar que raramente ocorre artigo diante de nomes de cidade e, portanto, nessa situação, não ocorre crase. Já nomes de estados, regiões e países variam, alguns recebem artigo e outros não: “Ir à China”, “ir a Israel”, “ir à França”, “ir a Cuba”, entre outros. Para saber se ocorre ou não a crase, basta aplicar a regrinha descrita acima.

* Somente há “a” craseado antes de palavra masculina quando consta a locução “à moda de”, em que o “a” é craseado devido à palavra “moda”, mesmo que esta esteja omitida. Ex.: “Sapatos à Luís XV”, ou seja, “Sapatos à moda de Luís XV”.
    
https://www.blogger.com/profile/14657032355176316743
ulige
2016-07-06T13:30:00-03:00
Discursiva Nathália Lippi

Nenhum comentário:

Postar um comentário